IV Encontro Nacional de Agroecologia (ENA): Agroecologia e Democracia: unindo campo e cidade

Se eu NÃO sou delegada/o ou convidada/o, como participar?

O IV Encontro Nacional de Agroecologia ocorrerá de 31 de maio (quinta-feira) a 3 de junho (domingo) no Parque Municipal, na Avenida Afonso Pena, no centro de Belo Horizonte (MG). É com muita alegria que uma rede de organizações, coletivos e parceiros da Agroecologia se prepara para este importante momento de mobilização.

Os ENAs são encontros planejados para terem participação ativa e efetiva de agricultores e agricultoras protagonistas de experiências de agroecologia, como apontado na nota de esclarecimento sobre a participação no IV ENA, onde a Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) detalha as opções metodológicas e as condições operativas deste encontro.

Para baixar o documento completo em PDF: download aqui <3

Compartilhamos com as pessoas que desejam participar, mas não estão inscritas como delegadas (as partir das indicações dos territórios, estados e regiões) ou não estão convidadas pela Comissão Organizadora, algumas informações importantes para que possamos construir juntas e juntos, da melhor forma possível, este importante momento!

1)     Sobre o credenciamento e o acesso ao parque

  • O parque tem acesso livre até às 17 horas. Com isso não é preciso fazer inscrição para acessar e permanecer no Parque durante o período da manhã e da tarde em nenhum dos dias.
  • Como os demais eventos realizadas no Parque durante a noite, o público permitido é limitado a 3 mil pessoas, a partir de um conjunto de regras de segurança e logística determinado pela Prefeitura. Ao atingir esse público, o credenciamento de pessoas não delegadas e/ou convidadas será finalizado.
  • Para quem deseja participar apenas das atividades noturnas* o acesso se dá a partir das 19 horas e está sujeito lotação.
  • Para quem deseja participar das atividades diurnas e permanecer no Parque para as atividades noturnas será necessário fazer o credenciamento de “não-delegados” junto a equipe de acolhida, animada pelos Núcleos de Agroecologia. Sugerimos que o credenciamento seja feito nos dias 31/05 e 01/06 até o horário de almoço.
  • A identificação (pulseira) das pessoas que não são delegadas tem validade de um dia, ou seja, caso desejem participar da atividade cultural noturna na sexta, deverão garantir uma nova pulseira de acesso.
  • Não haverá credenciamento no sábado e no domingo, pois todas as atividades são abertas. No dia 2/06, as atividades culturais noturnas acontecem no Viaduto Santa Tereza, a partir das 19h. No domingo (dia 3/06), as atividades encerram-se às 12 horas.

* As atividades noturnas do ENA no parque acontecem apenas na quinta, dia 31/05 (Abertura político-cultural) e na sexta, dia 1/06 (atividade cultural).

2) Sobre as atividades abertas no IV ENA

  • Na quinta-feira dia 31: a Plenária das Mulheres também é aberta! No entanto, por existir limitação de espaço na tenda onde a mesma ocorrerá, é importante assegurar a prioridade de acesso às delegadas e convidadas que estarão identificadas com uma pulseira de pano.  Por ser realizada após às 17 horas, a Abertura Político Cultural do IV ENA só comportará a presença de até 3 mil pessoas. Para participarem nessa atividade, as pessoas não delegadas ou convidadas terão que se credenciar como explicado acima.
  • Na sexta feira, dia 01: as Tendas dos Territórios e os Seminários Temáticos são atividades destinadas exclusivamente às(aos) participantes delegadas/os e convidadas/os. Reforçamos a importância da leitura da nota da ANA para que essa definição político-metodológica seja compreendida. Também na sexta, haverá atividade no parque após às 17 horas. Para participação na mesma as pessoas não delegadas ou convidadas terão que se  credenciar como explicado acima.
  • As atividades de sábado e domingo são abertas a todas e todos. Confira a programação que inclui oficinas, feira de saberes e sabores, atividades culturais, seminários, banquete popular  agroecológico e outros momentos.

SOBRE ATIVIDADES ABERTAS NO DIA 1, SEXTA

Em parceria com os Núcleos de Agroecologia de várias regiões do país, uma equipe de apoio foi mobilizada para que pudéssemos construir juntas e juntos formas de acolher as pessoas que não estão inscritas como delegadas, mas que desejam participar do ENA no dia 1 de junho. Se você está nessa situação, destacamos algumas informações que são importantes:

  • Para quem não está inscrito nas delegações, sexta feira é dia de falar com a população de BH. Portanto, libere sua criatividade, faça seus panfletos, prepare suas performances, suas poesias e vá para a rua falar com o povo. Faça rodas de conversas na praça. Cante, dance, declame!
  • Este é um dia também de preparação das atividades de sábado e domingo. Confira formas de participar, apoiando a realização do ato no domingo. A preparação de cartazes, músicas e intervenções culturais, por exemplo, é importante.
  • Nessa perspectiva de construirmos, de forma autônoma e colaborativa, atividades abertas, um quadro INICIAL será produzido e disponibilizado no parque listando algumas as atividades abertas e sinalizando os locais onde elas acontecerão e também serão divulgadas no facebook e no site da ABA-Agroecologia, do ENA e da ANA.
  • Outras atividades podem ser autogestionadas e propostas por quem chegar. Se já puderem sinalizar as atividades que pretendem propor para entrar no painel, escrevam para sistematiza.aba@gmail.com, até o dia 30/5.
  • Lembre-se que o Parque Municipal tem restrições para a montagem de estruturas. Não é possível montar barracas e outras estruturas, bem como, não é permitido pendurar nenhum objeto nas árvores.

INICIALMENTE, indicamos quatro atividades abertas que acontecerão no dia 1:

Manhã – 9 às 12h:

  • Oficina de Escrita Criativa no gramado do Parque
  • Oficina do XI Congresso Brasileiro de Agroecologia (Sergipe, 2019).

Tarde – 14 às 17h:

  • Encontro dos Núcleos de Agroecologia sobre a política de fomento aos NEAs e demais articulações nacionais no auditório da Fapemig, endereço Av. José Cândido da Silveira, 1500 – Horto Florestal, Belo Horizonte – MG;
  • Roda de Conversa sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, Agricultura Familiar e Agroecologia no gramado do Parque.

3) Sobre a Hospedagem Solidária e Alimentação

4) Outras partilhas

  • Mostra de Arte e Cultura da Agroecologia, aberta, no Teatro Francisco Nunes. Acompanhe os eventos abertos no Teatro que fica no Parque Municipal! Haverá programação cultural abertas de 31/5 à 2/6.
  • 1ª Mostra Slow Food no Filme de Cinema e Comida – IV ENA no Cine Humberto Mauro: https://www.facebook.com/events/239912690096039/
  • As atividades culturais descentralizadas pelo parque são abertas a todas e todos e não acontecem apenas à noite! Acompanhe as notícias na página do facebook da Articulação Nacional de Agroecologia: https://www.facebook.com/articulacaonacionaldeagroecologia/
  • Se você é visitante, aproveite para conhecer a história de Minas e arredores de BH. Visite: Mercado Central Municipal, Museu de Arte e Ofícios, o Circuito de Museus da Praça da Liberdade, Ouro Preto, Inhotim, Sabará, Conjunto Arquitetônico da Pampulha, Parque Lagoa da Nado, Parque das Mangabeiras, Armazém do Campo, Muquifu (Museu dos Quilombos e Favelas Urbano) e outros locais.
  • Cuidado coletivo com o parque e apoio à comissão organizadora do IV ENA: É fundamental que todas e todos zelem pelo parque e pelo bom desenvolvimento de todas as atividades. Essa é uma construção coletiva que há muitos meses está sendo tecida em BH e nos territórios pelo Brasil afora. Os acordos coletivos precisam ser respeitados e é fundamental que todas e todos se atentem para a segurança das e dos companheiros que estarão conosco. O cuidado com as pessoas, com o espaço do parque e a nossa convivência harmoniosa é responsabilidade coletiva.
  • Participe dos coletivos: Há coletivos de acolhida-segurança, feira, comunicação e cultura, relatoria que precisam de apoio e de pessoas que possam se engajar nessa construção. Se você pode se somar a essas equipes, entre em contato com: sistematiza.aba@gmail.com

 

Seguimos em diálogo, luta e resistência nos Territórios!

Esperamos que todos e todas as pessoas que chegarem ao parque durante o IV ENA venham com o espírito de colaboração.

O encontro em BH é só a culminância. O ENA se faz nos territórios onde as experiências de agroecologia estão enraizadas. Em cada município, bairro, escola diversas atividades foram realizadas. Caravanas, rodas de conversas, encontros, mesas da partilha, exibições de filmes, troca de sementes e muitas outras ações, antes e depois do IV ENA, ainda podem e devem ser realizadas. É preciso falar e fortalecer a agroecologia e a democracia onde você puder.

Fazendo parte da ANA, desde sua criação em 2004, a ABA-Agroecologia celebra a chegada do IV ENA, a parceria com seus Grupos de Trabalhos, com os Núcleos de Agroecologia e com a comissão organizadora do IV ENA. Seguimos juntas e juntos, na construção e fortalecimento da agroecologia enquanto ciência, prática e movimento!

Associação Brasileira de Agroecologia (ABA-Agroecologia)

http://aba-agroecologia.org.br