Vídeos

Vídeo Reportagem do III ENA

“Cuidar da Terra, Alimentar a Saúde e Cultivar o Futuro”. Com este lema, o III Encontro Nacional de Agroecologia (ENA) reuniu-se entre os dias 16 e 19 de maio de 2014 na cidade de Juazeiro-BA. Com o público de mais…

Territórios da Agroecologia: Diversidade e Resistências

Pensando na diversidade, o IV Encontro Nacional de Agroecologia pautou cerca de 32 experiências territoriais em agroecologia, dos 06 biomas brasileiros (Pampa, Caatinga, Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal), além de espaços para debates sobre o litoral e as metrópoles. O objetivo das chamadas “tendas pedagógicas” foi possibilitar a reflexão acercado papel e da contribuição das redes para o avanço da agroecologia, bem como sobre a importância das políticas públicas para o desenvolvimento das experiências e sobre os bloqueios enfrentados nos territórios.

Plenária das Mulheres

“As mulheres são como água, quanto mais se juntam mais força têm...” A mística de abertura da Plenária das Mulheres no IV Encontro Nacional de Agroecologia, chamada de mística dos rios das vidas das mulheres, foi um dos momentos mais marcantes deste encontro e veio para reforçar, principalmente para quem ainda não entendeu, que a história, a memória e a participação das mulheres são fundamentais para o movimento agroecológico. A Plenária das Mulheres foi um momento de auto-organização e preparação das companheiras para os debates nos territórios e nos seminários temáticos do IV ENA, além de ser um espaço para as mulheres identificarem suas pautas principais de luta. A voz, a força e o protagonismo é todo delas. Captação de Imagens: Aquiles Castro, Eliane Barros, Karina Marçal, Lucas Bois, Thiago Rodrigues e Wanessa Marinho Captação e Edição de áudio: Chico Sales Roteiro e Edição: Wanessa Marinho

Feira Saberes e Sabores da Agroecologia

Milhares de pessoas, de BH e participantes do IV ENA, tiveram acesso à produção agroecológica de todos os cantos do Brasil, sem agrotóxico e a preço popular, além de manifestações artísticas e culturais gratuitas. Muito antigas e com diversas hipóteses sobre o marco histórico do seu surgimento, as feiras livres são sem dúvida parte da paisagem das pequenas às grandes cidades brasileiras. Essas feiras possuem ainda grande importância sócio cultural, uma vez que as mesmas são muito mais que apenas espaços de comercialização, são espaços de interação entre as pessoas e que ainda preservam a diversidade de nossa cultura popular e alimentar. Comer é um ato político!!!